Concurso IBGE abre 8 mil vagas no Ceará

O concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu mais de 8 mil vagas no Ceará para a realização do Censo Demográfico 2020.

Os salários são de até R$ 2.100. No total, são 208.695 mil vagas temporárias para todo país.

Os editais foram publicados nesta quinta-feira (5) no Diário Oficial da União. As inscrições começam nesta quinta (5) e vão até 24 de março. Esses profissionais irão trabalhar na coleta de informações do Censo 2020, entrevistando os moradores de todos domicílios brasileiros.

O IBGE estima receber quase 2 milhões de inscrições e prevê que os selecionados sejam contratados a partir de 15 de junho.

O primeiro edital oferece, no total, 180.557 vagas para a função de recenseador, sendo 7.270 delas para municípios cearenses. . Os candidatos precisam ter apenas o ensino fundamental completo. Para esta função, a remuneração será por produção, de acordo com o número de domicílios visitados e questionários respondidos. Os profissionais contratados temporariamente também terão direito a férias e 13º salários proporcionais. Veja aqui o edital.

O IBGE disponibilizará em seu site um simulador onde os candidatos podem verificar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país.

A previsão de duração do contrato é de até 3 meses, podendo ser prorrogado mediante necessidades de conclusão das atividades do Censo e de disponibilidade orçamentária.

Vagas para agentes censitários
O segundo edital prevê o preenchimento de 5.462 vagas para a função de agente censitário municipal e 22.676 vagas para a função de agente censitário supervisor. Desse total, 1.118 vagas são para trabalhar no Ceará. Veja aqui o edital.

Para estas vagas, é exigido ensino médio completo.

Inscrições
As inscrições podem ser feitas a partir desta quinta-feira (5), e vão até 24 de março, somente pela internet, no site da Cebraspe (https://www.cebraspe.org.br/).

A taxa de inscrição para as funções de nível médio é de R$ 35,80 e para Recenseador, de R$ 23,61.

Nos municípios maiores e em áreas remotas, as vagas são oferecidas por áreas de trabalho específicas. Essas áreas podem abranger bairros, favelas, localidades de difícil acesso, incluindo até aldeias indígenas e comunidades quilombolas.

“O ideal é que os recenseadores aprovados no processo seletivo sejam moradores das próprias localidades onde irão trabalhar, para economia de custos com deslocamentos e maior produtividade nas visitas domiciliares”, afirma o IBGE.

O IBGE destaca também que pessoas que trabalharam recentemente como temporários, para o IBGE ou qualquer outro órgão público, também poderão ser recontratados, caso sejam aprovados nesses processos seletivos.
Fonte:g1

Deixe uma resposta